A medalhista de ouro Lesly Montúfar, ao lado da mãe e treinadora, Sonia Yana. Crédito: Marcus Cicarini/FEEMG. Entre os dias 11 e 13, os alunos-atletas que representaram Minas Gerais nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) para estudantes de 15 a 17 anos, disputados em João Pessoa (PB), subiram ao pódio em 18 oportunidades, com sete ouros, duas pratas e nove bronzes. Dessas, 11 foram conquistas do atletismo, cinco do judô, uma do tênis de mesa e outra do xadrez. O resultado supera em aproximadamente 30% o de 2015, quando foram obtidas 13 medalhas.

Esporte com mais condecorações entre os mineiros, o atletismo faturou o ouro com Vittor Souza, da E.E. Azarias Ribeiro (Lavras), nos 110m com barreiras; Sabrina Ribeiro, da E.E. Cinira Carvalho (Lavras), no salto em altura; Kathelyn Naiara, da E.E. Dora Matarazzo (Lavras), no salto triplo; e Rafael Maciel, da E.E. Francisco Escobar (Poços de Caldas), no heptatlo. A única prata ficou por conta de Ana Carolina da Silva, da E.E. Presidente Tancredo Neves (Contagem) no arremesso de peso, enquanto Adrene Pereira, da E.E. Azarias Ribeiro (Lavras), no salto em distância; Luiz Dias, da E.M. Presidente Tancredo Neves (Juiz de Fora), no lançamento de disco; Leydiane Lopes, da E.E. Padre Pedro Lamberti (Japaraíba), nos 400m rasos; Maria Eduarda de Souza, da E.E. Professora Maria Muzzi Guastaferro (Belo Horizonte), no arremesso de peso; Juliana Cristina da Silva, da E.E. Raul Teixeira da Costa Sobrinho (Santa Luzia), no salto triplo; e Raphaela Diesse, da E.E. Virgílio Pirillo de Lagoa, (Prata), no lançamento de dardo, alcançaram a medalha de bronze.

No judô, dois alunos da E.E. Governador Milton Campos (Belo Horizonte) brilharam e voltaram para capital com o ouro. Júlia Koda e Leonardo Lopes venceram nas categorias meio-médio (até 73kg) e médio (até 81kg), respectivamente. Eles também foram condecorados com a prata na competição por equipes, em que o time mineiro ainda contava com Cláudio Mitinori, da E.E. Profª. Aracy Miranda (Varginha); Davi da Silva, da E.E. de Ensino Fundamental e Médio (Poços de Caldas); Michael Gonçalves, da E.M. Dona Mariquinhas Brochado (Poços de Caldas); Paulo Santos, da E.E. Joaquim Nabuco (Divinópolis); e Gabriel Pinto, da E.E. São Marcos (Poço Fundo), que levou também o bronze na categoria meio-leve (até 60 kg), mesmo resultado de outra aluna da E.E. Governador Milton Campos, Millena Ribeiro, no meio-pesado (até 70 kg).

Mais uma medalha vencida por equipe, a prata no tênis mesa foi responsabilidade dos alunos-atletas Luiz Cesário, da E.E. Dr. Emílio Silveira (Alfenas), e Rodrigo Reis, da E.E. Professor Antônio Domingues Chaves (Varginha).

Família de enxadristas é destaque no site oficial do JEJ. Minas Gerais continua brilhando no xadrez da maior competição escolar do país. Lesly Montúfar (foto), do Colégio Nacional (Uberlândia), conquistou a medalha de ouro no último dia de competições, mesmo resultado alcançado pela irmã na primeira etapa dos Jogos, também sediada em João Pessoa, em setembro. O fato foi ressaltado pelo site oficial do JEJ, que entrevistou a jovem enxadrista.

"Eu queria ganhar o campeonato, mas tinha que jogar com todas as campeãs dos outros estados. Estou feliz porque consegui o título. Meu sonho agora é virar Grande Mestre. Não existe mulher Grande Mestre no Brasil e eu quero ser a primeira", disse Lesly.

As irmãs são filhas de peruanos e treinadas pela própria mãe, Sonia Yana. “Elas chegam da escola e ficam treinando. Estão acostumadas a essa rotina e, às vezes, a gente tem que falar para elas deixarem um pouco a prática de lado para saírem de casa, fazer outra coisa que não seja estudar o jogo”, contou a mãe.

Competições coletivas já começaram. Na última terça-feira (15/11), Minas Gerais começou a trilhar o seu caminho nas modalidades coletivas dos Jogos Escolares da Juventude para alunos-atletas 15 a 17 anos. No voleibol feminino, o INEI (Uberlândia), venceu Colégio Soberano Joãozinho e Maria (SP), por 2 a 0, com parciais 25 x 11 e 25 x 22. A outra vitória foi no futsal feminino, em que o Colégio Sólido (Montes Claros) bateu o Colégio QI (PB), por 8 a 1.

O técnico de basquete feminino da E.E. Professor Antônio Marques, de Araguari, Maurício Diniz, ressaltou a contribuição da competição nacional, apesar da derrota na estreia, diante da Escola Rural (RS). “Para as meninas é uma excelente oportunidade de conhecer lugares novos no Brasil. Além disso, para qualquer treinador é uma experiência incrível”, afirmou.

No total, o Time MG é composto por 157 alunos-atletas de 65 escolas mineiras, que competem ou competiram nas modalidades de atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez.

Confira os demais resultados aqui.

Os Jogos Escolares da Juventude. Organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) desde 2005, o JEJ é o maior evento estudantil-esportivo do Brasil. A competição é realizada em duas fases que englobam modalidades individuais e coletivas e contam com a participação de estudantes de escolas públicas e particulares de todo o país.

Tido como o maior celeiro nacional de atletas olímpicos, a competição revela, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Da delegação composta por 465 esportistas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, um total de 52 já participaram dos Jogos Escolares da Juventude, entre eles os mineiros Núbia Soares, do atletismo, e Raul Neto, do basquete.

Com informações do site oficial dos Jogos Escolares da Juventude.