Foto: Verônica Manevy/Imprensa MGNesta segunda-feira, 30, foi entregue um dos mais tradicionais prêmios do futebol mineiro, o Troféu Guará. Em solenidade organizada pela Rádio Itatiaia compareceram o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e o secretário de Estado de Esportes em exercício, Ricardo Sapi. Ele elogiou a importância do troféu e sua contribuição para o esporte de Minas Gerais. “É claro que as competições já possuem suas premiações, mas, mesmo assim, muitos profissionais que são fundamentais para as conquistas dos títulos e para a manutenção das equipes ficam de fora das cerimônias. É por isso que o Troféu Guará tem tanto mérito, reverencia figuras como o árbitro, o preparador físico, o dirigente que são tão importantes quanto os craques que fazem os gols ou os goleiros que os defendem”, comentou.

Criado em 1962, órgãos de imprensa mineira escolhem os melhores profissionais do futebol de cada ano. Na cerimônia compareceram jogadores, técnicos, dirigentes e representantes de clubes e autoridades. A mídia esportiva do estado, rádios, televisões, revistas e jornais, elegeram o melhor técnico, preparador físico, dirigente, jogador revelação, árbitro, craque, além de formar a seleção Guará. Os clubes de futebol que conquistaram algum campeonato no ano passado também foram agraciados. Em 2016, o Cruzeiro completou 50 anos da conquista da Taça Brasil e recebeu o prêmio especial.

Ricardo Sapi ao lado do secretário Municipal de Esportes e Lazer de Belo Horizonte, Bebeto de Freitas. Foto: Verônica Manevy/Imprensa MGQuem também recebeu homenagens foi o Sada Cruzeiro, campeão do Mundial de Vôlei no último ano, em jogo realizado em Betim. O presidente do clube, o prefeito, Vittorio Medioli, o técnico Marcelo Méndez e os jogadores Simón e Leal receberam a condecoração das mãos do governador Fernando Pimentel.

 

 

 

Vencedores da edição:
Técnico: Mano Menezes (Cruzeiro)
Preparador físico: Eduardo Silva (Cruzeiro)
Dirigente do Ano: Daniel Nepomuceno (presidente do Atlético)
Jogador revelação: Gabriel (zagueiro do Atlético)
Melhor árbitro: Igor Junio Benevenuto
Craque do ano: Robinho (Atlético)
Artilheiro: Robinho (Atlético), com 25 gols
Campeão Mineiro: América
Campeão Mineiro Módulo II: Democrata-GV
Campeão Mineiro da Segunda Divisão: Tupynambás
Campeão Brasileiro da Série C: Boa Esporte
Campeão Mineiro Júnior Sub-20: Cruzeiro
Campeão Mundial de Vôlei: Sada Cruzeiro
Prêmio Guará Especial: Cruzeiro, que comemora os 50 anos do título da Taça Brasil de 1966.

Seleção Guará de 2016:
Goleiro: João Ricardo (América)
Lateral-direito: Marcos Rocha (Atlético)
Zagueiros: Leonardo Silva (Atlético) e Manoel (Cruzeiro)
Lateral-esquerdo: Fábio Santos (Atlético)
Volantes: Henrique (Cruzeiro) e Robinho (Cruzeiro)
Meia: Arrascaeta (Cruzeiro)
Atacantes: Fred (Atlético) Lucas Pratto (Atlético) e Robinho (Atlético)