Com atletas que disputaram o JEMG, Minas Gerais foi vice-campeã do Brasileiro de Seleções de Vôlei Sub-18. Foto: Raphael Oliveira/CBVOs Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), realizados pelas Secretarias de Estado de Esportes (SEESP) e Educação (SEE), são a porta de entrada para muitos estudantes no desporto e paradesporto. Muitos desses competidores buscam investir nas modalidades e participar de disputas para alavancarem suas carreiras esportivas. É o caso de Álvaro Dourado Barbosa, Jean Fernandes Alves e Marcos Vinícius Coelho que, na última semana, disputaram o Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) na categoria sub-18 masculino da divisão especial, em Uberlândia, Território Triângulo Norte.

O Campeonato, organizado pela Federação Mineira de Voleibol (FMV) e dirigido pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), contou com a participação de oito seleções representando os estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Os mineiros encerraram a competição com o segundo lugar, batidos pelos fluminenses.

Foco na carreira

Marcos Vinícius Coelho, de 16 anos, joga vôlei desde 2014 e participou do JEMG em 2016, considerando a experiência de grande importância para sua carreira. “Tive a oportunidade de aprender muitas coisas que não percebia nos treinos, como erros recorrentes na marcação de bloqueio, na postura do passe e no movimento de ataque. Assim, depois eu pude melhorar”, relata.

Atualmente, Marcos joga nas categorias de base do Minas Tênis Clube, mas começou no time do Cruzeiro treinado por Manoel Pereira, também técnico da seleção mineira. “Para mim, a competição é uma grande experiência. Aliás, é o Campeonato de maior nível de voleibol do Brasil, uma das melhores coisas que pude ter na base”, completa.

A partir de amanhã (23) até sábado (27), Uberlândia também sediará outra categoria do Campeonato Brasileiro de Seleções: a sub-17 feminino da divisão especial. A técnica da delegação mineira, Mirtes França, também foi campeã do JEMG por várias vezes e esteve com suas atletas nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) – competição nacional para a qual os campeões escolares estaduais se classificam. Em 2012, treinou a jogadora Fernanda Campos, que venceu o JEMG e, atualmente, é vice-campeã da Superliga pelo Osasco.

Paratletas também se destacaram em duas grandes competições realizadas neste ano: os Jogos Parapan-Americanos de Jovens, realizados em São Paulo (SP) em março, e na etapa Centro-Leste do Circuito Caixa Loterias, em Brasília no mês de abril. Na primeira, dos 14 representantes de Minas Gerais, nove já disputaram o JEMG e contribuíram para a vitória brasileira, trazendo medalhas nas modalidades de atletismo, halterofilismo, goalball, natação, tênis em cadeira de rodas e tênis de mesa. Já na segunda, a atleta de maior pontuação no naipe feminino, Laila Garcia, foi campeã do JEMG em 2015 e contribuiu para a marca de 281 medalhas mineiras na competição.

Etapa microrregional

Entre 1º de maio e 18 de junho a primeira fase do JEMG, a microrregional, passará por 49 cidades mineiras, divididas de acordo com as Superintendências Regionais de Ensino (SRE) da Secretaria de Estado de Educação. Na semana passada, os classificados para a etapa regional foram conhecidos em mais sete cidades: Carangola (Mata), Cássia (Sudoeste), Mariana (Metropolitano), Nova Serrana (Oeste), Ponte Nova (Caparaó), São João Evangelista (Vale do Rio Doce) e Santa Vitória (Triângulo Norte).

Nesta semana, alunos-atletas de 140 municípios competem em outras sete cidades-sede: Januária (Norte), Montes Claros (Norte), Muriaé (Mata), Pedra Azul (Médio e Baixo Jequitinhonha), Prata (Triângulo Norte), São João Del Rei (Vertentes), Teófilo Otoni (Mucuri) e Varginha (Sul).

JEMG

O JEMG, o maior e mais importante programa esportivo-educacional do estado, é uma ferramenta pedagógica que valoriza a prática do desporto e a construção da cidadania de jovens alunos-atletas. Realizado pelo Governo de Minas Gerais por meio da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), permite que todas as escolas de ensino fundamental e médio dos 853 municípios mineiros participem.