Foto: DivulgaçãoO piloto Sérgio Sette Câmara foi destaque nesta semana no Jornal O Tempo. Atualmente competindo no Campeonato Mundial de Fórmula 2 (F2), o mineiro conta com a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, mecanismo da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), para garantir o aprimoramento técnico para suas participações.

Na entrevista concedida à publicação, Sette Câmara fala sobre sua trajetória no automobilismo e do sonho de chegar à Fórmula 1.

Ele destaca ainda a importância de mecanismos como a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte para a manutenção de sua carreira. “As Leis de Incentivo ao Esporte, tanto a federal quanto a estadual, têm sido importantes nesse processo. Boa parte do patrocínio que nos permite manter o Serginho na F-2 advém dessas duas leis. Se dependêssemos de verba de marketing direto, não seria possível ou, se dependêssemos de recursos próprios, eu teria que vender todo meu patrimônio e ainda estaria devendo”, destacou o pai do atleta.

Leia a matéria a íntegra.

O atleta mora atualmente nos arredores de Barcelona, Espanha, e possui uma rotina de treinos intensa, exercitando-se fisicamente seis vezes por semana durante seis horas por dia. Os treinamentos nos carros da F2 ocorreram apenas no início do ano em uma pré-temporada. Para contornar a situação, Sette Câmera lança mão de outros recursos. “Para me manter em dia com os reflexos nas pistas e com a velocidade, treino regularmente de kart. Tenho um kart com marchas num kartódromo aqui próximo e, normalmente, treino pelo menos dois dias por semana”, relata.

O Instituto Sérgio Sette Câmara captou para o projeto “Minas Gerais Exportando Talento” o valor de R$ 184.450,80 junto à Empresa de Mineração Pau Branco S/A (EMPABRA). “Com a renúncia fiscal, algumas empresas conseguem me apoiar sem terem de efetivamente fazer um investimento direto. Assim, parte dos custos da minha participação nos campeonatos fica custeada por esta ferramenta essencial para o desenvolvimento de um esportista. Agradeço ao Governo de Minas Gerais pela confiança e pelo apoio à minha carreira desde o início da Lei de Incentivo”, celebra.

Minas Esportiva Incentivo ao Esporte  

Por meio do programa de fomento à prática esportiva, 0,05% da receita líquida anual do ICMS que coube ao Governo de Minas Gerais podem ser direcionados pelas empresas contribuintes para apoiar atividades esportivas ou paradesportivas.

Desde 2013, quando a Lei Nº 20.824 que regulamenta a ação foi sancionada, foram aprovados 488 projetos que proporcionaram benefícios tanto para a população atendida quanto para as empresas apoiadoras. Desse total 142 projetos já foram executados ou estão em execução com recursos captados que ultrapassam os R$ 40 milhões. Já são mais de 76 mil beneficiários entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, de 56 municípios mineiros.

Saiba mais:

Secretaria de Estado de Esportes publica edital 02/2017 da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

Publicado edital 2017 da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

Piloto apoiado pelo Minas Esportiva Incentivo ao Esporte disputará Campeonato Brasileiro de Kart

Nas pistas da Fórmula 2, piloto alcança bons resultados com o apoio do Governo de Minas Gerais