.O Ministério do Esporte (ME), por meio da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (SNELIS), divulgou, no Diário Oficial da União da terça-feira, dia 05, a lista de municípios e entidades selecionadas para execução do Programa Segundo Tempo – exercício 2017 e 2018. Entre as 694 instituições que constam na listagem, está a Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), contemplada para implantar 15 núcleos padrão de esporte educacional em Minas Gerais. O estado, por sinal, foi o que teve maior presença na relação divulgada pelo ME entre as 25 unidades da federação. São ao todo 107 prefeituras mineiras e 4 instituições de ensino superior aprovadas.

O Programa Segundo Tempo visa democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte educacional, promover o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes como fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida, prioritariamente daqueles que encontram-se em áreas de vulnerabilidade social e, preferencialmente, regularmente matriculados na rede pública de ensino.

Em cada núcleo da ação são atendidos 100 crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

Mais esporte para os jovens mineiros

A previsão é que 1500 jovens sejam atendidos nos núcleos do Segundo Tempo que fazem parte do pleito da SEESP. Após constar na lista de entidades selecionadas para execução do programa, a Secretaria agora aguarda orientações do Ministério do Esporte e o repasse do recurso para que possa selecionar os locais que receberão os núcleos.

Para a seleção, o Estado adotará critérios que permitirão a execução da iniciativa em regiões de baixo IDH, além de priorizar a inserção de núcleos compostos por povos tradicionais (quilombolas, indígenas), em áreas de vulnerabilidade social (assentamentos e fundações socioeducativas) e também locais que não possuam quadras esportivas, mas que disponibilizem espaços propícios à prática esportiva, com potencial a se tornarem estruturas físicas esportivas permanentes.

O secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, comemorou a presença da SEESP entre as entidades que tiveram os pleitos aprovados. “É mais uma mostra de que, com vontade, podemos viabilizar atividades esportivas, saúde e bem estar para nossa população, principalmente a mais jovem. Estamos trabalhando com criatividade, na busca de oportunidades para, mesmo diante da falta de recursos devido à crise financeira, exercer nossa função de fortalecer as políticas públicas do esporte”, ressaltou.

O prazo para execução do programa é de 24 meses, sendo os seis primeiros para a estruturação necessária para o desenvolvimento do projeto.

Caberá à Secretaria toda a coordenação da operacionalização do programa, bem como todo o procedimento para seleção dos núcleos; estabelecimento de convênios com  os municípios; capacitação dos profissionais e estagiários contratados; compra e distribuição de material esportivo  e uniformes; acompanhamento pedagógico e metodológico das diretrizes do Programa Segundo Tempo Padrão 2017, além do acompanhamento à distância e in loco das ações e avaliação dos resultados.

Veja também:

Publicado edital para seleção de municípios que queiram executar o Geração Esporte