Na etapa Regional, Reginaldo teve a honra de entregar a medalha para sua filha, Kátia Raquel Andrade, que é levantadora do time de Montes Claros (Fotos: Samuel Souza/SEESP)

A partir desta quarta-feira (11), a cidade de Lavras, no Território Sul, será palco da Etapa Estadual dos Jogos do Interior de Minas (JIMI). A competição que vai até o próximo domingo (15) tem como expectativa a participação de aproximadamente 1.500 atletas. Diferentemente das duas etapas anteriores, além dos esportes coletivos, nessa última fase também haverão competições individuais e de Pessoas com Deficiência (PCD).

Ao todo, nesta etapa serão disputadas 11 modalidades, nos naipes masculino e feminino, que premiarão os melhores atletas/equipes do Estado. Além do basquete, futsal, handebol e voleibol, na etapa Estadual também acontecerá competições de atletismo convencional e paralímpico, ciclismo speed, ciclismo mountain bike, taekwondo, xadrez e futsal de surdos.

Substituído em 2012 pelos Jogos de Minas, o JIMI voltou ao seu formato original neste ano para atender uma demanda da população mineira levantada durante os Fóruns Regionais de Governo. Por isso, a expectativa é para que o JIMI seja fechado com chave de ouro é ainda maior.

“Apenas na competição deste ano já foram disputadas aproximadamente 1.500 partidas e finalmente está chegando a hora de conhecermos quem serão os campeões da principal competição esportiva de Minas Gerais. Essa é a prova que acertamos em cheio ao retornar ao formato original, trazendo a importância do esporte de participação e movimentando todo o interior com muito esporte. Antes mesmo de acabar, já podemos afirmar que o JIMI trouxe novamente a paixão dos atletas amadores de todo o estado”, comemora o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo.

Quem também está feliz com a chagada da Etapa Estadual é o secretario de Esporte, Cultura e Turismo de Lavras, Alexandre Belo, que comemora o fato de poder sediar, em um mesmo ano, competições dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) e do JIMI.

“Receber a última etapa do JIMI é uma honra para o nosso município. É algo que nos motiva a fazer o melhor para que Lavras seja a capital estadual do esporte de Minas Gerais. Estamos iniciando um trabalho neste ano a frente da pasta de esportes e avinda do JIMI engrandecerá o início desse trabalho”.

Torcida a distância
Campeã das etapas Microrregional e Regional, o time de vôlei feminino de Montes Claros estará desfalcado na fase Estadual. Mas não se trata de nenhuma jogadora. Torcedor símbolo do time, o cadeirante Reginaldo Rodrigues Santos, que é pai da ponteira Kátia Raquel Andrade, não viajará para Lavras.

“Fui em todos os jogos das meninas no JIMI deste ano, mas, por conta da distância e dificuldade de deslocamento, infelizmente não estarei em Lavras. Mesmo assim, vou torcer de casa e espero que a minha vibração chegue até as meninas”, conta Reginaldo.

Se por um lado essa ausência será sentida, por outro, faz com que o momento vivido por pai e filha, durante a etapa Regional, tenha ainda mais significado. Naquela oportunidade, após a conquista do título, Reginaldo foi convidado pelo técnico da SEESP, Samuel Souza, para entregar a medalha para sua filha, emocionando a todos os presentes.

“Foi indescritível! É um daqueles momentos que ficarão para sempre em minha memória. Meu pai sofreu uma lesão medular quando eu tinha 17 anos. Ele sempre jogou futebol, e mesmo depois da lesão continuou me incentivando a praticar esportes. Por isso, na hora que ele foi chamado para me entregar a medalha, eu só conseguia chorar e agradecer por viver aquele momento”, lembra Kátia.

Mas, mesmo com a ausência de seu pai, a jogadora garante que o time está bem preparado para ir em busca do título. “Desde o início do ano estamos nos preparando para o JIMI. Sempre foi nosso objetivo principal. Por isso, estamos indo para essa etapa muito confiante no potencial do nosso time”, conclui.