Um dos quatro títulos conquistado por Minas nas disputas coletivas do JEJ, veio no handebol feminino, com a Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida, do município de Muzambinho. (Foto:Marcus Ciccarini/FEEMG)

Terminou no último sábado (25), em Brasília (DF), a etapa de 15 a 17 anos dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ). E assim como aconteceu nas disputas individuais, Minas Gerais brilhou também nas coletivas, conquistando mais 6 medalhas. Com isso, no somatório, o Estado subiu 28 vezes no pódio, melhorando muito o desempenho em relação ao ano passado, quando os mineiros tiveram 18 conquistas ao todo.

Para fechar com chave de ouro sua participação no JEJ, no último dia de competições, a delegação mineira disputou nada menos que seis das oito finais possíveis, conquistando o título em quatro modalidades: futsal feminino e masculino, handebol feminino e basquete masculino. Enquanto no voleibol feminino e masculino, o Time MG, acabou perdendo nas decisões, ficando assim com a prata. Além disso, o handebol masculino perdeu na disputa do bronze.

Satisfeito com o desempenho do Time MG na competição nacional, segundo o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, é bem simples entender tal evolução dos resultados da delegação neste ano. “Nada acontece a toa, e para entender tamanha melhora no resultado de Minas Gerais no JEJ, basta olhar para o que aconteceu no JEMG deste ano. Em 2017 obtivemos um novo recorde de municípios mineiros inscritos, com 853, o que representa 97% das cidades mineiras. Além disso, a competição teve a participação de mais de 2 mil escolas e mais de 35 mil alunos”, comemora Arnaldo.

Outro feito alcançado pela delegação mineira neste ano que merece destaque é o fato de ter melhorado sua ecleticidade esportiva, ao conquistar medalha em 12 das 14 modalidades em disputa. Nessa edição do JEJ, os alunos-atletas mineiros trouxeram medalhas no atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol feminino, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia, voleibol e xadrez. Apenas no badminton e luta olímpica, o Estado não subiu no pódio. Veja no final da matéria a relação com todos os medalhistas.

A delegação de Minas Gerais que disputou o módulo II do JEJ foi formada por 163 estudantes-atletas de 15 a 17 anos, de 70 escolas, de 33 municípios diferentes. Destaque para Eduarda Braga de Carvalho, de apenas 15 anos, do Instituto Metodista Izabela Hendrix, de Belo Horizonte, que conquistou cinco medalhas de ouro na ginástica artística, nos três aparelhos (arco, bola e maças), no individual geral e na disputa por equipes.

“Consegui ganhar todas as provas que disputei no JEJ, cumprindo a meta que havíamos estipulado para este ano, que contou ainda com os títulos Brasileiro e Sul-americano, além do 5º lugar no Pan-americano. Esse foi o primeiro ano dentro do ciclo olímpico para Tóquio que é meu grande objetivo e é importante conseguir alcançar todas as metas”, explica Duda.

Uma derrota no ano
(Foto: Marcus-Ciccarini/FEEMG)Entre as equipes mineiras campeãs, destaque para o título conquistado no futsal masculino pelo time da Escola Estadual Francisco Antônio Pires, do município de Barroso. Somando todas as etapas disputadas pelo time, desde o JEMG, o time só perdeu uma partida neste ano.

Após terem conquistado de forma invicta os títulos das etapas Microrregional e Regional do JEMG, o time do Território Vertentes foi derrotado Montes Claros, na fase de grupos da etapa Estadual, mesmo assim, acabaram sendo campeões. Já na etapa nacional, a equipe estreou vencendo Goiás, por 6 a 5 e depois goleou Rondônia, por 9 a 4. Na semifinal, os mineiros passaram por Piauí, ao vencerem a disputa de pênalti por 6 a 5, após terem empatado por 8 a 8 no tempo normal. Na decisão, a equipe derrotou Amazonas, por 8 a 4.

Os Jogos Escolares da Juventude

No mês de setembro, em Curitiba, com 162 alunos-atletas, Minas Gerais participaram da etapa dos Jogos Escolares da Juventude para estudantes de 12 a 14 anos. Na oportunidade, os mineiros obtiveram 21 medalhas: três de ouro, oito de prata e dez de bronze, superando o resultado de 2016, quando a delegação conquistou 14 pódios ao todo.

Organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) desde 2005, o JEJ é realizado em duas fases que englobam modalidades individuais e coletivas e conta com a participação de estudantes de escolas públicas e particulares de todo o país.

Tido como o maior celeiro nacional de atletas olímpicos, a competição revela, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Da delegação composta por 465 esportistas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, um total de 52 já participaram dos Jogos Escolares da Juventude, entre eles os mineiros Núbia Soares, do atletismo, e Raul Neto, do basquete. Tabela-JEJ-2017-2

Leia também
Delegação de Minas Gerais encerra participação nas Paralimpíadas Escolares com 56 medalhas
Desempenho de Minas nas competições individuais do JEJ supera as expectativas
Com 39 medalhas já garantidas, Minas Gerais busca superar marca no último dia das Paralimpíadas Escolares
Com representantes de 15 municípios, delegação de Minas Gerais participa das Paralimpíadas Escolares
Minas Gerais abre sua participação nos Jogos Escolares da Juventude com medalha
Com quase 300 alunos-atletas, delegação de Minas Gerais está pronta para as disputas do JEJ e das Paralimpíadas Escolares
SEESP comemora um grande ano no fomento à prática do esporte de participação
Atleta do JEMG é campeão nos Jogos Sul-Americanos da Juventude
Minas Gerais encerra Jogos Escolares da Juventude com melhora no desempenho e revelação de novos atletas
Nos Jogos Escolares da Juventude, mineiros fecham disputas individuais com 16 medalhas e iniciam modalidades coletivas com vitórias
Nos Jogos Escolares da Juventude, mineiros conquistam dez medalhas nas disputas individuais