Foto: Orlando Bento/MTCFoi inaugurado, nessa segunda-feira (16), o Pavilhão de Esportes e Eventos do Minas Tênis Náutico Clube, localizado no Condomínio Alphaville Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima. O evento de inauguração contou com a presença do secretário de Estado de Esportes interino, Ricardo Sapi – que representou o governador Fernando Pimentel –, além de diretores e conselheiros do Clube, dirigentes esportivos, autoridades e empresários.

Sapi, que participou do descerramento da placa inaugural (veja vídeo abaixo), ressaltou a importância de participar de um momento histórico para um dos mais tradicionais clubes do estado. “É uma honra estar aqui, especialmente porque nós, da Secretaria de Estado de Esportes, temos propósitos em comum com o Minas como gerar qualidade de vida e despertar o interesse pelo esporte, revelando talentos e contribuindo para uma população mais ativa e saudável”, comentou. O secretário também citou as iniciativas executadas pelo Minas via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Desde 2015, o clube teve 26 projetos aprovados e captados.

O pavilhão

O novo espaço de lazer e entretenimento da região metropolitana de BH acrescenta mais 19 mil m² de área construída ao clube. Controlado pelo Minas Tênis, o Minas Náutico agora tem mais de 40 mil m² de área construída, de sua área total de 117 mil m². A obra de expansão teve duração de dois anos, com início em março de 2016, e investimentos da ordem de R$ 20 milhões.

O novo prédio inclui salão de festas (2.403,84m²) com completa estrutura de apoio e vista para a Lagoa dos Ingleses, piscinas cobertas e aquecidas, guarderia de barcos e docas, estacionamento com 238 vagas, três quadras de squash, vestiários feminino, masculino e para pessoas com deficiência, varanda panorâmica, área para alimentação e sanitários.

Para o presidente do Minas Tênis e do Minas Náutico, Ricardo Vieira Santiago, o espaço atenderá vários segmentos da sociedade. “O Pavilhão de Esportes e Eventos representa a concretização dos anseios dos associados do Minas Náutico, que demandavam mais opções de lazer, entretenimento e esportes, além de valorizar ainda mais aquela região de Nova Lima, movimentando a economia local e fortalecendo a sua vocação como polo de lazer e esporte”, afirmou.