Foto: Agência I7/Sada CruzeiroDiante de cerca de 15 mil torcedores, o Sada Cruzeiro superou o Sesi-SP e levantou a taça de campeão da Superliga Masculina de Vôlei 2017/18, na manhã desse domingo (06/05). O time mineiro venceu por 3 a 2 e alçou a segunda vitória na série decisiva, chegando ao hexacampeonato nacional. As parciais da partida disputada no Mineirinho foram 25/16, 17/25, 25/22, 23/25 e 22/20.

A equipe mineira já havia batido o Sesi-SP por 3 a 2 em território paulista, no primeiro duelo da final, e precisou de uma vitória simples para sacramentar a conquista do seu quinto título consecutivo de Superliga e o sexto em sua história. O confronto no Mineirinho foi bastante equilibrado, com as duas equipes se alterando na vantagem do placar do início ao fim. O tie-break foi tão disputado que só terminou em 22 a 20, com uma bola de cheque de Simon que levantou o ginásio e deu a taça aos cruzeirenses.

Além da medalha de ouro, três cruzeirenses ainda deixaram o ginásio com um peso a mais na mochila: a premiação individual dos Superliga 2017/18. Simon foi o melhor sacador da competição, Nico Uriarte o melhor em quadra na decisão, enquanto Leal foi o melhor atacante e ainda o MVP, atleta mais valioso de todo o torneio.

Hegemonia mineira

Além do masculino, o título da Superliga Feminina de Vôlei 2017/2018 também é de Minas Gerais. No final de abril, o Praia Clube, de Uberlândia, bateu o Rio de Janeiro e conquistou seu primeiro título na competição.

Com a vitória do Rio no primeiro jogo, em casa, o Praia precisava vencer para empatar a disputa. Com parciais de 25/19, 25/23, 25/17 o a equipe mineira forçou o super set, e confirmou a virada e o título vencendo por 25 a 18.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa do Sada Cruzeiro.