Foto: DivulgaçãoViabilizado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), o projeto Ajudôu Ano III entregou quimonos e uniformes aos 300 alunos atendidos nos núcleos de São José do Goiabal e Dionísio, nos territórios Caparaó e Metropolitano, respectivamente.

A iniciativa - que conta com aporte finaceiro de R$ 292.942,35 da ArcelorMittal Brasil S/A, oriundos de isenção fiscal do Governo de Minas Gerais - oferece o acesso à prática do judô como complemento educacional a crianças e adolescentes entre 07 e 17 anos, matriculados na rede pública de ensino das duas cidades.

“Estamos iniciando a terceira edição do projeto de forma ininterrupta, demonstrando assim sua importância e aceitação junto às comunidades, ao patrocinador e à Secretaria de Estado de Esportes”, frisou o coordenador geral do Ajudôu, Júlio César Lana Jaques.

As aulas seguem os padrões pedagógicos da modalidade – os iniciantes treinam durante 1h duas vezes por semana. Os alunos têm a oportunidade de aprenderem os fundamentos do judô e desenvolverem suas habilidades físicas, morais e intelectuais.

Segundo Júlio César, são realizados, semestralmente, festivais e mudança de faixas, valorizando os alunos e promovendo confraternização entre os núcleos. Ele conta que muitos dos jovens que integram o projeto acabam se tornando colaboradores da iniciativa. “Desde sua fundação, já revelamos centenas de alunos talentosos, destaques em competições, regionais, estaduais e nacionais. Além disso, vários professores hoje foram alunos do projeto”, ressalta.

Para ele, a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte possibilitou o crescimento do Ajudôu. “Hoje trabalhamos de forma muito profissional e séria, com parceiros fortes. Tudo isso faz com que os alunos beneficiados tenham acesso a prática esportiva com qualidade, material de primeira e profissionais bem valorizados”, comentou.

Para o secretário de Estado de Esportes em exercício e presidente do Comitê Deliberativo Minas Esportiva Incentivo ao Esporte, Ricardo Sapi, iniciativas assim mostram que o mecanismo da SEESP cumpre seu papel de fomentar o esporte mineiro. “É muito bom saber que 300 crianças e adolescentes encontram-se em contato permanente com o esporte por meio de projetos como o Ajudôu. Mais do que atletas, desejamos que iniciativas assim formem cidadãos comprometidos com a saúde, o bem-estar e dispostos a fazerem a diferença na sociedade em que vivem”, avaliou.

Minas Esportiva Incentivo ao Esporte

Por meio do programa de fomento à prática esportiva, 0,05% da receita líquida anual do ICMS que coube ao Governo de Minas Gerais podem ser direcionados pelas empresas contribuintes para apoiar atividades esportivas ou paradesportivas.

Desde 2013, quando a Lei Nº 20.824 que regulamenta a ação foi sancionada, foram aprovados 598 projetos para proporcionar benefícios tanto para a população atendida quanto para as empresas apoiadoras. Desse total 198 projetos já foram executados ou estão em execução com recursos captados que ultrapassam os R$ 50,7 milhões. Já são mais de 117 mil beneficiários entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, de 71 municípios mineiros.

Saiba mais em: incentivo.esportes.mg.gov.br.